Sobre o Saúde Caixa

REGISTRO

1) Dados da operadora:

  • INSCRIÇÃO ESTADUAL: Isento
  • INSCRIÇÃO MUNICIPAL: 15550

2) Dados do plano:


Comercialização: Ativo com comercialização suspensa – Não é permitido o ingresso de novos beneficiários, à exceção de novo cônjuge e filhos do titular e de beneficiários em exercício dos direitos previstos nos arts. 30 e 31 da Lei 9.656, de 1998

  • CNPJ: 00.360.305/0001-04
  • Plano coletivo por adesão, registrado na Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS, sob o nº 31.292-4, sendo produto único com abrangência nacional e cobertura Médica/Ambulatorial/Hospitalar com Obstetrícia; Fonoaudiologia; Terapia Ocupacional; Serviço Social; Odontologia; Fisioterapia, Psicologia e Home Care, com acomodação em apartamento individual com banheiro privativo.
  • O acesso aos serviços previstos nas coberturas do Saúde CAIXA ocorre, prioritariamente, por meio da Rede Credenciada (Modalidade de Escolha Dirigida). Caso o beneficiário queira atendimento por meio de Prestador não credenciado (Modalidade Livre Escolha), o Reembolso ocorrerá de acordo com a tabela padrão do Saúde CAIXA.
    Nas situações em que a CAIXA, para garantia de atendimento, encaminhar o beneficiário para atendimento em prestador fora da Região de Saúde do município de domicílio do beneficiário, o deslocamento será custeado integralmente pelo Saúde CAIXA, mediante Reembolso.
    O reembolso é efetuado de forma integral nas situações previstas na RN ANS 259, de 17/06/2011 (vide RH222).
  • Guia de Leitura Contratual e Manual de Orientação para Contratação de Plano de Saúde

3) Canais de atendimento

4) Endereços

Saúde CAIXA Endereço Horário de atendimento
Salvador/BA Rua Ivonne Silveira, nº 248, Empresarial 2 de Julho, 9º andar, Salvador/BA CEP: 41194-015 11h às 17h
Goiânia/GO Rua 11, nº. 250, 11º andar, Goiânia/GO CEP: 74015-170 12h às 18h
Belo Horizonte/MG Rua Tupinambás 486, 3º andar, Belo Horizonte/MG CEP: 30120-905 12h às 18h
Curitiba/PR Rua José Loureiro, nº 195, 12º andar, Curitiba/PR CEP: 80010-000 11h30 às 17h30
Rio de Janeiro/RJ Avenida Rio Branco, nº 174, 25º andar, Rio de Janeiro/RJ CEP: 20040-003 11h às 17h
Porto Alegre/RS Rua Sete de Setembro, nº 730, 11º andar, Edifício Muralha, Porto Alegre/RS CEP 90010-190 12h às 18h
Campinas/SP Avenida Aquidabã, nº 484, 4º andar, Campinas/SP CEP: 13026-510 12h às 18h
São Paulo/SP Rua Bela Cintra, nº 769, São Paulo/SP CEP: 01415-910 12h às 18h

 

5) Índice de Desempenho da Saúde Suplementar – IDSS

Programa de Qualificação de Operadoras

O Programa de Qualificação de Operadoras da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) foi iniciado em 2004 e reestruturado em 2015, por intermédio da Resolução Normativa nº 386, de 9 de outubro de 2015, e pela Instrução Normativa nº 60, de 9 de outubro de 2015. O objetivo da revisão foi promover a melhoria contínua do programa, de acordo com as novas regras e práticas do setor suplementar de saúde, propondo conceitos alinhados aos novos eixos direcionais da Agência à Agenda Regulatória mais recente e à literatura de Qualidade em Saúde.


Avaliação de Desempenho das operadoras

A avaliação de desempenho das operadoras é realizada através do Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS), calculado a partir de indicadores definidos pela própria Agência. É uma avaliação retroativa, referente ao ano anterior ao da divulgação, isto é, os resultados que estão sendo apresentados são relativos à avaliação do ano-base 2015. O IDSS varia de zero a um (0 a 1) e cada operadora recebe uma nota que a enquadrará em uma faixa de avaliação por ordem crescente de desempenho:

Faixas de Avaliação do IDSS

Faixas de notas de avaliação:

Pior Gráfico legendaMelhor


Dimensões do IDSS

Até a reestruturação da norma em 2015, esses indicadores eram agregados em quatro (04) dimensões, com pesos diferentes na formação do IDSS: 40% para a dimensão Atenção à Saúde; 20% para a dimensão Econômico-financeira; 20% para a dimensão Estrutura e Operação; e 20% para a dimensão Satisfação do Beneficiário.

Com a remodelagem realizada pela ANS a partir do ano-base de 2015 (processado e divulgado em 2016), as dimensões passaram a ter pesos iguais (25% cada).

Entretanto, a partir do ano-base 2017, os indicadores e dimensões foram novamente revisitados, e, por intermédio da Resolução Normativa nº 423, de 12 de maio de 2017, e pela Instrução Normativa nº 68, de 15 de maio de 2017, a dimensão Gestão de processos e regulação passou a ter peso de 10%, e as demais dimensões, peso de 30%.

O objetivo da revisão foi promover a melhoria contínua do programa, de acordo com novas regras e práticas do setor suplementar de saúde, propondo conceitos alinhados aos novos eixos direcionais da Agência, à Agenda Regulatória mais recente e à literatura de Qualidade em Saúde.

Veja abaixo quais são elas:

  • Qualidade em atenção à saúde: Avaliação do conjunto de ações em saúde que contribuem para o atendimento das necessidades de saúde dos beneficiários, com ênfase nas ações de promoção, prevenção e assistência à saúde prestada;
  • Garantia de acesso: Condições relacionadas à rede assistencial que possibilitam a garantia de acesso, abrangendo a oferta de rede de prestadores;
  • Sustentabilidade no mercado: Monitoramento da sustentabilidade da operadora, considerando seu equilíbrio econômico-financeiro, passando pela satisfação do beneficiário e compromissos com prestadores;
  • Gestão de processos e regulação: Entre outros indicadores, essa dimensão afere o cumprimento das obrigações técnicas e cadastrais das operadoras junto à ANS.


Essas informações estão dispostas no site da ANS

Insira o código do Saúde CAIXA e efetue a pesquisa: 312924

 

6) Aplicativo